Infraestrutura e Logística - DER

05/01/2018

População do bairro Santa Cândida ganha nova ponte de concreto

Começaram nesta sexta-feira (05) as obras da nova ponte de concreto na Rua Aleixo Schluga, sobre o córrego Jardim Cruzeiro, no bairro Santa Cândida, em Curitiba. A travessia era feita por uma passagem de madeira que recebia também tráfego de veículos pesados. Há 20 anos, moradores e comerciantes reivindicavam uma estrutura mais resistente, que garantisse segurança a motoristas e pedestres.

A ponte é a segunda das cinco que serão construídas graças ao convênio firmado em outubro de 2017 entre Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Logística, e Prefeitura de Curitiba.

“Desde 1997 protocolamos vários pedidos para a prefeitura fazer essa ponte de concreto que vai organizar o crescimento do bairro”, disse a costureira Nadir Francisco Costa, quase vizinha do local.

“É uma vitória, muitas pessoas pediram essa melhoria. É uma passagem importante, que corta o bairro, com grande fluxo nos horários de pico. Vai trazer segurança, pois os pedestres disputam espaço com os carros, além de valorizar os imóveis do entorno”, comemora a presidente da Associação de Moradores do Jardim Cruzeiro do Sul, Arlete Gonçalves Santos.

Dono há 18 anos de um mercado na Rua Aleixo Schluga, Mário Mezaque conta que a passarela de madeira constantemente precisava de manutenção. “Os caminhões passavam devagar e os motoristas tinham medo, pois ela ´trabalhava`, oferecendo risco à população. A ponte definitiva era uma demanda antiga que vai trazer desenvolvimento ao bairro”, destacou.

“A ponte liga dois lados do bairro, vai fomentar o comércio, gerar emprego e desenvolvimento na região”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, que acompanhou a retirada das vigas de madeira. “Há sete anos Curitiba não fazia pontes de concreto e com essas parcerias entre Governo do Estado e prefeitura estamos executando essas obras”, declarou o prefeito em exercício da Capital, Eduardo Pimentel.

SEGURANÇA - O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) repassou as vigas e a administração municipal fará a cabeceira. A ponte terá 6,5 metros de comprimento e 10 de largura, com calçadas dos dois lados para segurança dos pedestres. A Secretaria Municipal de Obras Públicas prevê concluir os trabalhos em quatro meses.

A primeira ponte de concreto foi iniciada em novembro de 2017, sobre o Rio Atuba, na Rua Sebastião Gonçalves Pinto, na divisa com o município de Colombo. As próximas serão instaladas nas ruas Vitorino Kaviski (córrego Campina do Siqueira), na 25 de Agosto (córrego Evaristo Veiga) e na Mathias de Andrade Rocha (córrego Alto Boqueirão). A previsão é que as cinco obras sejam concluídas até o final de 2018.

PACOTE DE OBRAS - O secretário José Richa Filho destacou que as cinco pontes se somam a um pacote de obras de mobilidade assegurados pelo Governo do Paraná à Prefeitura de Curitiba. “São R$ 200 milhões repassados para a revitalização de 267 ruas, construção de duas trincheiras e um viaduto na Linha Verde. É uma parceria bastante ampla em benefício da população”, afirmou.

Deste montante, R$ 60 milhões já foram licitados pela prefeitura para obras de recuperação asfáltica em 120 ruas. Neste mês de janeiro serão licitados outros R$ 60 milhões para reciclagem de mais 147 vias da Capital. Também foram destinados R$ 80 milhões para construção do viaduto e trincheiras na Linha Verde, que estão em fase de projeto.

Está previsto ainda o repasse de mais R$ 40 milhões do Governo do Estado para construção do novo Viaduto do Orleans, na BR-277. O projeto será concluído até fevereiro para lançamento do edital de licitação.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.