Infraestrutura e Logística - DER

02/02/2018

Governo anuncia investimentos em Paranavaí e região

O Governo do Paraná vai investir neste ano cerca de R$ 36 milhões em recuperação de estradas e vias municipais de Paranavaí e região. As novas obras foram confirmadas pelo secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, durante a posse da nova gestão da Amunpar (Associação dos Municípios do Noroeste do Paraná), nesta quinta-feira (01).

Entre as principais obras, está a pavimentação de cerca de cinco quilômetros da Estrada Estadual da Juranda, localizada entre os municípios de Tamboara e São Carlos do Ivaí, no Noroeste. Com custo estimado em R$ 26,9 milhões, o novo asfalto vai facilitar a vida dos motoristas que poderão seguir de Paranavaí a São Carlos do Ivaí de forma mais rápida e direta, reduzindo o trajeto por vias asfaltadas de 42 quilômetros para 26,5 quilômetros.

“Paranavaí era uma cidade que, ao longo dos anos, foi considerada como fim de linha, e isso causava revolta na população da cidade. Não se dava atenção a Paranavaí. O governo Beto Richa mudou isso, mostrou a importância da cidade e trouxe investimentos em infraestrutura. Este tipo de investimento traz desenvolvimento social e econômico”, afirmou Richa Filho.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) trabalha no projeto para resolver as desapropriações necessárias para viabilizar a obra. A estimativa é que até o fim de fevereiro o edital das obras possa ser publicado.

CIDADE - A Secretaria de Infraestrutura e Logística está firmando dois convênios com a prefeitura de Paranavaí para a recuperação de 13,5 quilômetros da estrada municipal entre Graciosa e Mandiocaba e um quilômetro de pavimentação com bloco sextavado da antiga estrada Caiuá. Já o DER-PR vai licitar as obras de recuperação da camada asfáltica em seis quilômetros da Avenida Heitor de Alencar Furtado, a principal via do município. O orçamento deste projeto é de R$ 9,1 milhões.

DIÁLOGO – A concessionária Viapar também executa obras de grande porte na região Noroeste. Duas frentes de trabalho estão distribuídas entre Paranavaí e Nova Esperança e entre Nova Esperança e Mandaguaçu. O secretário visitou as obras e enfatizou as transformações no município.

“É preciso destacar a importância do diálogo entre o Governo do Estado e as concessionárias, que permite obras que não estavam no contrato original, como essa duplicação entre Nova Esperança e Paranavaí”, lembra o secretário.

Até o momento foram investidos R$ 140 milhões. A previsão é que até a conclusão da duplicação sejam gastos R$ 385 milhões. De um total de 55 quilômetros, exatos 21 quilômetros já estão duplicados.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.