Duplicação da BR-277 em Guarapuava inclui viaduto e trincheiras
12/11/2020 - 15:34

Governo do Estado investe R$ 105 milhões nas obras de trecho da rodovia que corta o perímetro urbano do município. Empresas ou consórcios interessados em participar da licitação devem protocolar proposta de preço até 10 de dezembro.

O Governo do Estado vai investir R$ 105 milhões nas obras de duplicação de um trecho da BR-277 no perímetro urbano de Guarapuava, na região Centro-Sul. O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou nesta terça-feira (10) o edital de execução, que, além da duplicação, prevê a implantação de vias marginais, viaduto e trincheiras.

“Duplicar a BR-277 é uma absoluta necessidade para garantir o desenvolvimento da infraestrutura de nosso estado. Este é mais um dos passos nessa jornada. Com estas obras garantimos que a logística do transporte de cargas continue se expandindo, e atendemos um dos municípios mais importantes do Paraná, uma das principais ligações entre a região Oeste e o Porto de Paranaguá”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

“A população de Guarapuava vai ganhar com segurança, contando com viaduto, trincheiras e passarelas para cruzar a rodovia, e vai ganhar tempo, com a pista central duplicada e novas vias marginais desafogando o tráfego de veículos”, destaca o secretário.

Empresas ou consórcios interessados devem protocolar uma proposta de preço até 10 de dezembro ou entregá-la diretamente na sessão de abertura, no dia 11 de dezembro, às 14 horas, no DER/PR, em Curitiba. O critério para definir o vencedor da licitação será o menor preço.

NA PRÁTICA - As obras serão realizadas em ambos os lados da pista, do quilômetro 345,2 ao quilômetro 349,1, em uma extensão de 3,6 quilômetros, resultando em duas pistas de rolamento com 7,20 metros de largura cada (duas faixas de tráfego com 3,60 metros), com faixas de segurança de 60 centímetros ao centro, onde serão implantadas barreiras de concreto New Jersey, e acostamentos externos de 2,50 metros.

A via central terá velocidade máxima de 80 km/h. Serão executadas também uma via marginal direita com 3,64 quilômetros de extensão e uma marginal esquerda com 3,84 de extensão. Ambas terão velocidade máxima de 40 km/h.

A obra contempla ainda a implantação de uma trincheira entre a Rua João Fortkamp e a Rua Campo Grande; a duplicação do viaduto no entroncamento com a PRC-466 e, ainda, a adequação de suas alças de acesso; três pontes no km 345,5; um viaduto conectando a Avenida Professor Pedro Carlo e a Avenida Beira Rio; uma trincheira para acesso ao aeroporto municipal; uma passarela no km 349,3 e outra no km 345; e a implantação de iluminação pública em uma extensão de 12,2 quilômetros.

O diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti, explica que Guarapuava vai receber uma série de intervenções complexas nos próximos meses, que vão trazer um grande ganho em segurança e conforto para os moradores e também para os condutores que seguem pela BR-277.

“Além da duplicação da rodovia, teremos obras de arte especiais que vão facilitar o acesso entre os bairros para veículos e pedestres. Para concluir todos os trabalhos projetamos um prazo de 540 dias, um ano e meio”, disse  Furiatti.

PROJETO - Os recursos para executar a obra foram garantidos pelo contrato de financiamento de R$ 1,6 bilhão que o Governo do Paraná captou junto ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal, assinado em setembro deste ano. O projeto executivo de engenharia foi cedido ao DER/PR por meio do acordo de leniência entre a concessionária de pedágio EcoCataratas e o Ministério Público Federal (MPF).

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias