Governo planeja ampliação da capacidade em rodovias do Noroeste
11/09/2020 - 12:18

 

O Governo do Paraná planeja obras de restauração e ampliação da capacidade em mais de 140 quilômetros de rodovias no Noroeste do Estado. No planejamento estão contemplados 70,1 quilômetros da PR-317, entre a ponte sobre o rio Paranapanema e a cidade de Iguaraçu, e 76,6 quilômetros da rodovia PR-463, no trecho entre os municípios de Nova Esperança e Santo Inácio.

O chamamento público para Manifestação de Interesse das empresas que desejam participar da licitação dos projetos de engenharia foi publicado na semana passada. Empresas interessadas em participar têm até o dia 18 de setembro para se manifestar.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, a intenção do Governo é possibilitar um melhor deslocamento rodoviário entre regiões produtivas do Noroeste do Paraná e a divisa com o estado de São Paulo. “Nossa ideia é trabalhar com um eixo no formato ‘em Y’, que sai tanto de Nova Esperança quanto de Iguaraçu, se encontra em Santo Inácio e vai até o rio Paranapanema”, explicou.

“Estamos com um projeto semelhante para os corredores que ligam o Norte e o Centro do Estado, visando a remodelação do nosso modal rodoviário e a transformação do Paraná no hub logístico da América do Sul”, reforçou Sandro Alex, em referência ao chamamento público para Manifestação de Interesse do projeto de remodelação do eixo estruturante do Estado, publicado no mês de julho.

COMPROMISSO - Para o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti, esses investimentos reforçam o compromisso do Governo do Paraná com a modernização e ampliação das rodovias estaduais. “O Paraná é um polo produtor de alimentos, e é preciso fornecer cada vez mais condições de transporte para esses produtos. A elaboração dos projetos de engenharia é o primeiro passo para incrementarmos nossa estrutura”, disse.

“No caso do projeto de ‘eixo Y’ na região Noroeste, garantiremos deslocamento por boas rodovias até a BR-376, um dos nossos principais corredores, além de otimizar a ligação entre os pequenos municípios da região, por onde passam a PR-463 e a PR-317”, completou Furiatti.

LOTES – O primeiro lote é referente ao projeto da PR-317 e está dividido em três trechos. O primeiro trecho tem 12,3 quilômetros, inicia após a ponte sobre o rio Paranapanema, na divisa com São Paulo, e vai até o entroncamento com a rodovia PR-463.

O segundo sai desse ponto e segue por 35,8 quilômetros até o entroncamento com a PR-458. O terceiro e último trecho parte desse entroncamento e vai até o cruzamento com a PR-218, em Iguaraçu. Nos 70,1 quilômetros desse lote, a PR-317 passa pelos municípios de Santo Inácio, Cafeara, Nossa Senhora das Graças e Santa Fé.

Já o segundo lote é referente à restauração e ampliação da capacidade dos 76,6 quilômetros da PR-463, e está dividido em quatro trechos. O primeiro trecho inicia no entroncamento com a BR-376, em Nova Esperança, e segue por 28,2 quilômetros, até o acesso a Cruzeiro do Sul. O segundo, parte desse ponto e segue por 22 quilômetros até o acesso secundário a Colorado, onde se inicia o terceiro trecho, que tem 4,1 quilômetros e termina no entroncamento com a PR-542. Neste terceiro segmento, além de obras de restauração, está prevista a duplicação da rodovia. Por fim, o último trecho tem 22 quilômetros, sai do entroncamento com a PR-542 e vai até o entroncamento com a PR-317, em Santo Inácio.

ETAPAS – As empresas devem manifestar interesse na elaboração dos projetos mediante envio de uma relação de trabalhos semelhantes já realizados, que serão analisados pelo DER/PR. Após análise será montada uma Lista Curta, composta por até oito empresas ou consórcios, para as quais serão enviadas solicitação de propostas.

Na fase licitatória haverá a seleção da empresa ou consórcio, de acordo com o método de Seleção Baseada na Qualidade e Custo (SBQC), e conforme os procedimentos indicados nas Políticas para a Seleção e Contratação de Consultores de empreendimentos financiados pelo BID.

PARCERIA – O futuro edital está incluído no Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e irá contar com aporte financeiro do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID). O acordo entre Governo do Estado e o Banco prevê o investimento de mais de R$ 1,7 bilhão em obras e projetos de infraestrutura no Paraná até o ano de 2022.

PARTICIPAÇÃO – Podem participar empresas ou consórcios nacionais e estrangeiros. De acordo com o aviso de Manifestação de Interesse publicado no Diário Oficial da União, as empresas interessadas terão até as 18 horas do dia 18 de setembro para encaminhar manifestações de interesse. Todos os documentos sobre essa Manifestação de Interesse estão disponíveis na página Compras Paraná.

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias