Obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai atingem 73% de execução
24/11/2021 - 08:47

Trabalhos na margem brasileira estão concentrados no tabuleiro da ponte. No lado paraguaio o mastro central está quase concluído, e o tabuleiro continua avançando.

 

A Ponte da Integração Brasil – Paraguai está 73% concluída. Esta nova obra vai ligar Foz do Iguaçu, na região Oeste, ao município de Presidente Franco, no país vizinho, com uma extensão de 760 metros e um vão-livre de 470 metros sobre o Rio Paraná.

Na margem brasileira, com o mastro principal já concluído, os trabalhos estão concentrados no tabuleiro, por onde se deslocarão os veículos. Neste mês ocorreu o posicionamento da aduela metálica 6.04, que já recebeu as lajes pré-fabricadas, concretagem, e o tensionamento de seus estais.

No lado paraguaio da obra, foram posicionadas e concretadas as lajes pré-fabricadas sobre a aduela metálica 5.02, e realizado o tensionamento do segundo par de estais em direção ao vão central da ponte. No mastro principal desta margem foram finalizadas as concretagens das paredes, totalizando 184 metros.

A obra está sendo executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), por meio de parceria entre Governo do Paraná, Itaipu Binacional e governo federal. O andamento da Ponte da Integração é detalhado mensalmente em informativo digital, disponível no portal do DER/PR e também enviado por e-mail para quem se inscrever nesta página.

VENTO – A equipe de engenheiros do DER/PR responsável pela fiscalização do andamento da obra visitou este mês o Laboratório de Aerodinâmica das Construções da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (LAC-UFRGS), onde foram feitos os ensaios de túnel de vento com protótipos da Ponte da Integração.

A equipe acompanhou uma demonstração dos ensaios, cujo objetivo é avaliar a ação do vento em diferentes velocidades e ângulos, e como a obra se comportará após estar concluída, usando protótipos em escala reduzida, da ponte inteira e de uma seção do tabuleiro. Ensaios semelhantes são feitos com maquete eletrônica, mas os ensaios com túnel de vento são considerados ainda mais precisos.

Os protótipos simulam a massa e resistência dos materiais empregados na ponte, sendo equipados com sensores para medir qualquer deslocamento ou deformação durante os ensaios. Testes desta natureza são considerados muito importantes, devido à alta velocidade dos ventos registrada em Foz do Iguaçu.

Também acompanharam os ensaios representantes da Itaipu Binacional e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

A equipe do DER/PR também visitou a instalação onde são fabricadas as peças metálicas utilizadas na construção das aduelas metálicas que são posicionadas no vão central da ponte.

PERIMETRAL LESTE – Na rodovia de acesso entre a ponte e a BR-277 foram executadas mais estacas raiz nos viadutos da Avenida General Meira e da BR-469, enquanto no viaduto de acesso à Ponte Tancredo Neves os encontros estão concluídos, e prontos para receber as vigas da passagem superior. Também começaram os serviços de terraplenagem no local onde será construída a nova aduana Brasil – Argentina.

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias