Novos projetos do DER/PR devem resultar em obras no valor de R$ 2,1 bilhões
02/01/2022 - 20:15

São iniciativas em andamento que preveem a duplicação, terceiras faixas, restauração e execução de obras de arte especial em todas as regiões do Estado.

 

Em 2021, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) contratou a elaboração de dez novos projetos executivos de engenharia e um estudo de impacto ambiental. São iniciativas de duplicação, ampliação de capacidade (terceiras faixas), restauração e obras de arte especial em todas as regiões do estado, com um valor estimado de R$ 2.185.500.000,00 para execução nos próximos anos.

“Desde o início de sua gestão, o governador Ratinho Junior sempre deixou clara a importância de termos uma ampla variedade de projetos de engenharia à disposição, guiando o desenvolvimento estrutural do Paraná. Essa iniciativa resultou no lançamento do Banco de Projetos do Paraná em 2019, o qual temos alimentado com novos projetos desde então, a maioria dos quais já resultando nas obras em andamento que vemos ao percorrer nossas rodovias”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

Entre os projetos contratados no ano, se destaca a restauração a ampliação da capacidade de rodovias do chamado “eixo central”, em cinco lotes, modernizando a ligação rodoviária entre Pitanga e Campo Mourão e entre Pitanga e Mauá da Serra, e fortalecendo a logística de transporte entre o Centro, Centro-Oeste e o Vale do Ivaí. São 262,66 quilômetros de rodovias somente nesta iniciativa.

Outro projeto na região é a restauração e duplicação da PRC-466 entre Turvo e Guarapuava, em uma extensão de 38,30 quilômetros. Ainda em Guarapuava, mas desta vez na PR-170, foi contratado o projeto de restauração da ponte sobre o Rio Jordão. E, na região Oeste, já distante do eixo central, foi contratado o projeto de restauração e ampliação da capacidade da PR-239 e PR-317, ligação entre os municípios de Assis Chateaubriand e Toledo, prevendo inclusive a implantação do Contorno Norte de Toledo.

Todas estas iniciativas estão incluídas no Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Ao todo são R$ 29.573.082,47 investidos na elaboração dos projetos e estudos.

RDCi – O DER/PR realizou este ano a contratação de duas obras na modalidade Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), em que uma mesma empresa é responsável pelo desenvolvimento dos projetos básico e executivo de engenharia, e a execução das obras: a restauração em concreto (whitetopping) da PRC-280 em Palmas, região Sudoeste, e a duplicação da PR-317 entre Maringá e Iguaraçu, na região Noroeste.

“O RDCi chegou para ficar. É uma modalidade de licitação e contratação em que se ganha muito mais tempo no que tange o prazo de conclusão da obra, e que também permite o trabalho integrado entre equipe projetista e a equipe de execução, trazendo melhores resultados para ambas. O RDCi inclusive prevê a utilização de tecnologias e inovações muito além do que é possível em contratos padrão”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

PONTE DE GUARATUBA – Em julho deste ano o DER/PR contratou a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e de estudos preliminares de engenharia para implantação da ponte de Guaratuba e seus acessos, um investimento de R$ 3.500.369,91, também por meio do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná.

Com a conclusão dos estudos, a expectativa do DER/PR é licitar a elaboração dos projetos e a execução da obra.

 

GALERIA DE IMAGENS